Post Single Template - CXBR Capital

[CORTESIA] Mercado de câmbio: o que é e quais soluções ele oferece?

O mercado de câmbio desempenha um papel fundamental para a existência, manutenção e desenvolvimento do comércio global. Isso porque ele permite que países, instituições, empresas e pessoas físicas realizem pagamentos e recebimentos em moedas estrangeiras.

Portanto, seja para viajantes que trocam moedas antes de uma viagem ou empresas que realizam comércio internacional, é importante compreender o seu funcionamento. Afinal, existem variados tipos de operações que podem ser realizadas — e você pode precisar delas futuramente.

Dessa maneira, acompanhe este artigo preparado pela CXBR Capital para entender o que é o mercado de câmbio e quais soluções ele oferece. Aproveite a leitura!

O que é o mercado de câmbio?

O mercado de câmbio é o ambiente em que são realizadas as operações de compra e venda de moedas de diferentes países. Como você viu, diversos agentes econômicos operam nele, como pessoas físicas, multinacionais, bancos, organizações internacionais e os próprios Governos.

Quem participa dessas transações pode ter o interesse em investir, especular, proteger uma carteira de investimentos ou, simplesmente, converter dinheiro. As operações de compra e venda de moedas estrangeiras dependem das chamadas divisas, que são as normas que regulam esse mercado.

Elas definem os critérios para a conversão de valores entre as mais variadas moedas, respeitando o regime cambial adotado pelos países. As divisas também influenciam a política econômica, a taxa de inflação, a balança comercial e as reservas internacionais de cada nação.

Como esse mercado é constituído?

Após entender o conceito do mercado de câmbio, é pertinente analisar como ele é constituído. Em geral, sua formação engloba dois ambientes com características e funções específicas: o mercado primário e o secundário.

Confira cada um deles em detalhes!

Mercado primário

Nesse segmento, ocorrem as transações que afetam o fluxo de entrada e saída de divisas do país. Ele é o mercado mais acessível ao público, proporcionando a oportunidade de comprar e vender moedas estrangeiras para uma variedade de finalidades, como:

  • viagens;
  • pagamentos internacionais;
  • compras no cartão de crédito no exterior;
  • remessa de dinheiro para fora do país;
  • entre outras.

As empresas que atuam no comércio internacional também realizam suas operações de importação e exportação nesse mercado. Saiba que o ambiente é regulado pelo Bacen (Banco Central), que estabelece as regras e as taxas de câmbio para as transações.

Mercado secundário

Já o mercado secundário é o ambiente em que operam as instituições financeiras autorizadas pelo Bacen, que negociam moedas entre si. Então não há saída de moedas. Nele, a precificação das moedas e taxas de câmbio aplicadas são definidas, principalmente, pela lei da oferta e demanda.

Porém, dependendo do regime em vigor, o Bacen pode intervir comprando ou vendendo moedas para proteger o real e evitar o descontrole do câmbio no país. As operações realizadas nesse ambiente têm fins especulativos, de hedge — proteção contra riscos — ou de arbitragem — aproveitamento de diferenças de preços.

Quais os principais tipos de soluções cambiais existentes?

Sabendo da existência de dois principais ambientes no mercado de câmbio, ainda é preciso conferir quais são os principais tipos de soluções cambiais existentes.

Veja algumas alternativas!

Câmbio para turismo

Essas operações podem envolver a troca de dinheiro em espécie, a aquisição de cartões pré-pagos ou o uso de cartões de crédito e débito internacionais. As taxas aplicadas costumam ser mais elevadas por incluir impostos e custos operacionais.

Remessas de câmbio

Elas dizem respeito às transferências de recursos de um país para outro, realizadas por meio de instituições autorizadas a operar no mercado de câmbio. As remessas de câmbio devem obedecer às normas e procedimentos específicos do Bacen.

Operações de NDF (Non-Deliverable Forward):

NDFs são contratos a termo de moedas, em que as partes negociam uma taxa de câmbio para uma data futura. Na operação, não há liquidação física — apenas a diferença financeira entre a taxa contratada e a vigente no mercado na data de vencimento.

Swaps de moeda

Representam acordos entre duas partes para trocar fluxos de caixa em moedas distintas durante um período de tempo definido. Esses contratos são utilizados, principalmente, no gerenciamento dos riscos cambiais e de mudanças nas taxas de juros.

Futuros de câmbio

Contratos futuros de câmbio são derivativos negociados na B3 (a bolsa de valores brasileira). Nessa operação, as partes se posicionam com base em suas expectativas sobre o preço de uma moeda em uma data futura.

Então a B3 faz o ajuste diário das posições dos participantes. Para tanto, é considerada uma média ponderada das negociações realizadas no dia. Nos contratos futuros, quando uma ponta obtém ganhos, a outra perde na mesma proporção.

Opções de câmbio

Esses também são derivativos, mas que conferem ao comprador o direito — e não a obrigação — de comprar ou vender uma quantia de moeda estrangeira no futuro. A taxa de câmbio, a data de vencimento e o prêmio a ser pago são previamente estabelecidos.

Operações Forex

Essas operações se referem à negociação de moedas estrangeiras no mercado Forex — abreviação de foreign exchange, ou câmbio estrangeiro. Ele é um ambiente de alto risco, liquidez e alavancagem, que requer conhecimento, estratégia e orientação para evitar grandes perdas financeiras.

Como ter acesso a essas operações?

Como você aprendeu, existem múltiplas operações que podem ser realizadas no mercado cambial. O modo de participar dessas alternativas dependerá do seu perfil e necessidades.

A forma mais apropriada de fazer isso é buscar uma instituição que esteja cadastrada no Bacen e que possa prestar serviços que envolvam moedas de diferentes países. Essa dica vale tanto para pessoas físicas quanto jurídicas que desejam acessar uma moeda estrangeira.

Por exemplo, a ConexãoBR Câmbio atua como correspondente cambial de instituições habilitadas para operar nesse mercado, fornecendo o acesso a diversos serviços cambiais. Entre eles, podem ser destacados:

  • compra de moedas em espécie: dólar americano, canadense, australiano e neozelandês, euro, libra, franco suíço, peso chileno, iene, yuan e outras;
  • cartão pré-pago: pode ser carregado com a quantia e com a moeda desejada. Ele pode ser usado em qualquer estabelecimento do mundo que aceite cartões da bandeira Visa;
  • remessas internacionais: envio de dinheiro a países estrangeiros, seja para realizar negócios, fazer compras ou ajudar familiares que estão no exterior.

Já para investimentos e operações no mercado financeiro, vale buscar o suporte da CXBR Capital. Nosso time possui o conhecimento necessário para apresentar as alternativas adequadas ao seu perfil e objetivos, fornecendo os fundamentos que podem ajudar você a fazer suas escolhas.

Neste conteúdo, você aprendeu o que é o mercado de câmbio, seu funcionamento e como acessá-lo. Caso você tenha uma viagem para o exterior marcada, obrigações em moeda estrangeira ou queira investir nele, vale buscar uma companhia que atenda às suas expectativas e necessidades.

Ficou interessado nos serviços da ConexãoBR Câmbio? Confira todas as soluções disponíveis para você e seu negócio!

Agende uma reunião

Temos assessores à disposição para te atender de forma exclusiva.